‘Mostra de Iniciativas Sustentáveis de Teresópolis’ dias 25 e 26-10

SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

‘Mostra de Iniciativas Sustentáveis de Teresópolis’ nesta sexta, 25, e no sábado, 26, na Praça Olímpica

Evento gratuito terá exposições, oficinas de reciclagem e feira de ciências itinerante

Teresópolis, 22 de outubro de 2019 – ‘Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável’ é o tema da Semana Nacional da Ciência e Tecnologia 2019,   que ocorre em todo o país entre esta segunda, 21, e domingo, 27. Para marcar a data, a ‘Mostra de Iniciativas Sustentáveis de Teresópolis’ será promovida na sexta, 25, das 13h às 17h; e no sábado, 26, das 9h às 17h; na Praça Olímpica Luís de Camões, no centro. Entre as atividades, exposição, oficinas e apresentações de projetos voltados para assuntos ligados à sustentabilidade, como reciclagem, compostagem e feira de ciências itinerante.

Organizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, a mostra contará com a parceria das instituições Padrão Águias da Aventura Objetiva, Associação Agroecológica de Teresópolis, Instituto BIO, Lar Tia Anastácia, Unifeso, Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica) e Bnpetro, entre outras entidades e associações.

Com a missão de disseminar a educação ambiental, a ONG Padrão Águias vai expor o Projeto Banco de Mudas, que tem por finalidade a retirada de copinhos de plástico de polipropileno das vias públicas para servirem de estruturas para a semeadura de árvores nativas da Mata Atlântica e outras formas de vegetais. Durante o evento, será realizada oficina sobre esse tipo de plantio.

A Associação Agroecológica de Teresópolis vai promover oficinas com os temas compostagem e retenção de água no solo.  De criação do Instituto Bio, acontecerá também o lançamento da plataforma digital ‘Amorgânico’, que facilita a compra de produtos orgânicos por meio de um aplicativo.

A ecobag, bolsa feita a partir do reaproveitamento de tecidos, é um projeto do Lar Tia Anastácia que será apresentado na mostra, estando disponível para compra. Alunos e professores do curso de Ciências Biológicas do Unifeso levam, na sexta, 25, para a praça, a Feira de Ciências Itinerante.

O centro universitário também vai apresentar o projeto ‘Proteger Teresópolis’, iniciativa voltada para o diagnóstico de risco, a preparação comunitária, a análise geotécnica e o aperfeiçoamento do sistema de monitoramento e gestão das diversas áreas do município. O projeto acontece em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria de Defesa Civil.

Atividades como oficina de beleza, alongamento e informática para deficiente visual serão promovidas pela Faetec. No estande também serão divulgados os cursos de formação continuada oferecidos pela fundação. A Bnpetro vai exibir vídeos sobre o projeto de transformação de resíduos sólidos em petróleo, gás e carvão.

As secretarias municipais de Meio Ambiente e Desenvolvimento Social também participam do evento. No estande da Secretaria de Meio Ambiente, o Setor de Educação Ambiental vai promover uma exposição dinâmica interativa sobre reciclagem. Também será distribuído material de divulgação do Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis.

A Secretaria de Desenvolvimento Social, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) São Pedro, vai apresentar o projeto de reciclagem, com sabão feito com óleo de cozinha usado.     

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

A 16ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia tem como tema ‘Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável’. A motivação para a escolha do tema baseia-se, dentre outros motivos, na busca pelo desenvolvimento sustentável do Brasil representada pela bioeconomia e na sua relação com a Agenda 2030, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo o Plano de Ação em Ciência, Tecnologia e Inovação em Bioeconomia, o termo bioeconomia pode ser definida como o conjunto de atividades econômicas baseadas na utilização sustentável e inovadora de recursos biológicos renováveis (biomassa), em substituição às matérias-primas fósseis, para a produção de alimentos, rações, materiais, produtos químicos, combustíveis e energia produzidos por meio de processos biológicos, químicos, termoquímicos ou físicos, promovendo a saúde, o desenvolvimento sustentável, o crescimento nacional e o bem-estar da população (MCTIC, 2018).

Fonte: Assessoria de Comunicação de Teresópolis